Filmes de recorte siser – Parte 05

Temos hoje no mercado brasileiro dois tipos de filme de recorte sendo ofertados, para processo de personalização via termo transferência, os manufaturados a partir da matéria-prima Poliuretano (PU) e aqueles feitos a partir do Policloreto de Vinila, o famoso PVC.

O primeiro passo para entender melhor as limitações e benefícios dos diversos tipos de filmes disponíveis no mercado é compreender (com muita clareza) que a matéria-prima utilizada na produção destes filmes é o que determina as propriedades físicas do produto final, ou seja, o próprio filme.

Baseado no raciocínio acima podemos concluir que uma vez que o PVC não tem propriedades físicas de elasticidade – ele deforma e não tem “memória” para voltar ao seu estado original após esticado – fica fácil afirmar que filmes de PVC não devem ser utilizados para personalizar tecidos como lycra, uma vez que após esticada a etiqueta não volta ao seu estado original. Ela deforma e entorta. Ao contrário de certos filmes de PU, como os nossos P.S. Stretch e Soft, que tem de fato propriedades elásticas e voltam ao normal após esticados. Por um longo período de tempo e após muitos ciclos de lavagens.

O Poliuretano sempre vence a briga com o PVC (novamente, isto não é opinião é fato) nos seguintes quesitos: flexibilidade do filme em temperaturas baixas, resistência à tração, resistência à abrasão, capacidade de alongamento e memória, resistência química, resistência térmica, além de que o PU conta com um processo de manufatura bem mais ecológico que o do PVC.

Além de todas as propriedades apontadas acima o filme produzido a partir de PU é geralmente mais fino –diferenças no processo de manufatura – o que melhora em muito o toque do material. Filmes de recorte de PVC são geralmente fornecidos no mercado com 120 micras de espessura, o nosso mais fino de recorte tem 45 micras de espessura (quase 3 vezes mais fino) e é tão bem feito que dá cobertura total de etiquetas produzidas com filme branco, transferidas para tecido preto, apesar de ser extremamente fino.

Um último alerta é para se atentarem ao comprarem um filme de “Poliuretano”, uma vez que muitos dos filmes de “PU” sendo vendidos no mercado a um melhor preço são na verdade formulações mistas de PU e PVC. Apesar do “misto” baratear o processo de manufatura a utilização das duas matérias-primas na construção do filme reduz significativamente todas as propriedades descritas acima, os diferenciais do filme de PU. Filmes produzidos em 100% PU sempre serão superiores em propriedades que os mistos ou aqueles produzidos totalmente em PVC.

Site da Textransfer: http://www.textransfer.com.br
Curta nossa página no Facebook: http://www.facebook.com/textransfer

9 de fevereiro de 2017

0 responses on "Filmes de recorte siser - Parte 05"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ComunidadeWEB 2003 - 2017 Por: Alex Falcão