Filmes de recorte siser – Parte 03

Temos hoje no mercado brasileiro dois tipos de filme de recorte sendo ofertados, para processo de personalização via termo transferência, os manufaturados a partir da matéria-prima Poliuretano (PU) e aqueles feitos a partir do Policloreto de Vinila, o famoso PVC.

O primeiro passo para entender melhor as limitações e benefícios dos diversos tipos de filmes disponíveis no mercado é compreender (com muita clareza) que a matéria-prima utilizada na produção destes filmes é o que determina as propriedades físicas do produto final, ou seja, o próprio filme.

Baseado no raciocínio acima podemos concluir que uma vez que o PVC não tem propriedades físicas de elasticidade – ele deforma e não tem “memória” para voltar ao seu estado original após esticado – fica fácil afirmar que filmes de PVC não devem ser utilizados para personalizar tecidos como lycra, uma vez que após esticada a etiqueta não volta ao seu estado original. Ela deforma e entorta. Ao contrário de certos filmes de PU, como os nossos P.S. Stretch e Soft, que tem de fato propriedades elásticas e voltam ao normal após esticados. Por um longo período de tempo e após muitos ciclos de lavagens.

O Poliuretano sempre vence a briga com o PVC (novamente, isto não é opinião é fato) nos seguintes quesitos: flexibilidade do filme em temperaturas baixas, resistência à tração, resistência à abrasão, capacidade de alongamento e memória, resistência química, resistência térmica, além de que o PU conta com um processo de manufatura bem mais ecológico que o do PVC.

Além de todas as propriedades apontadas acima o filme produzido a partir de PU é geralmente mais fino –diferenças no processo de manufatura – o que melhora em muito o toque do material. Filmes de recorte de PVC são geralmente fornecidos no mercado com 120 micras de espessura, o nosso mais fino de recorte tem 45 micras de espessura (quase 3 vezes mais fino) e é tão bem feito que dá cobertura total de etiquetas produzidas com filme branco, transferidas para tecido preto, apesar de ser extremamente fino.

Um último alerta é para se atentarem ao comprarem um filme de “Poliuretano”, uma vez que muitos dos filmes de “PU” sendo vendidos no mercado a um melhor preço são na verdade formulações mistas de PU e PVC. Apesar do “misto” baratear o processo de manufatura a utilização das duas matérias-primas na construção do filme reduz significativamente todas as propriedades descritas acima, os diferenciais do filme de PU. Filmes produzidos em 100% PU sempre serão superiores em propriedades que os mistos ou aqueles produzidos totalmente em PVC.

Site da Textransfer: http://www.textransfer.com.br
Curta nossa página no Facebook: http://www.facebook.com/textransfer

9 de Fevereiro de 2017

0 responses on "Filmes de recorte siser - Parte 03"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos alunos que estavam estudando

rtandre
guimaraesk
tamilis.siqueira
Cristiano
BARBOSAADELSON1234
inovacopos2017
elterpereira
Ana Paula
Everton
mag
wytalomiqueias
Luciano Gomes Silva
João Neves de Macedo
GLEDSON FLORINDO CINTRA
carlosneckel
ANA LAURA VOLTAREL ANDRADE
Ricardo Parpineli
tatymauribella
julio
vagirguimaraes
JORGE BARBOSA DOS ANJOS
givamace
marcelomaisaka
ILTA
Leandro Dias
dianaperalves
marciocpv
cgatacados
ramek
douglas.s.lira

Quem está online

rtandre
guimaraesk

Curta nossa fanpage e acompanhe nosso trabalho

ComunidadeWEB 2003 - 2017 Por: Alex Falcão